Parque Tayrona

Para desfrutar o infinito mar azul do Caribe, praias dos sonhos, falésias, selva e paisagens naturais, o Parque Nacional Tayrona é o lugar indicado.

Localizado na costa do Mar do Caribe, à 34 km da cidade de Santa Marta “A Pérola de Ouro”.

O Paradisíaco Parque Natural Tayrona, parte de Sierra Nevada em Santa Marta e é considerado como um Santuário da Natureza com uma das reservas ecológicas mais significativas da América do Sul, por possuir grande beleza natural e uma rica diversidade de flora e fauna. Contém praias preservadas, recifes, um mar esplêndido, restos arqueológicos, cachoeiras, riachos e muito mais.

Também é catalogado como um dos destinos mais bonitos e uma das 10 melhores praias do mundo.

Neste famoso destino turístico da Colômbia podemos apreciar uma das paisagens mais lindas do país, ademais que sua área tem uma grande quantidade de espécies de animais que vivem na região pela grande variável de temperaturas que ocorrem de acordo com a área do parque, que vai desde o nível do mar até 900 metros de altitude. Dos 15.000 hectares que integram o parque, 3.000 é de área marinha.

São muitos os espetáculos naturais que podem ser vistos nas caminhadas realizadas em diferentes áreas do parque para que nossa estadia seja perfeita.

Se estamos em Santa Marta, fazemos uma trilha inicial de 45 minutos de carro até chegar na entrada principal do Parque Tayrona, “El Zaino”, e logo até o ponto de Cañaveral.

Caminhamos por volta de 1 hora e meia passando pelas lindas praias de Arrecifes y La Piscina para chegar até

 Cabo San Juan del Guía, uma praia espetacular com uma paisagem impressionante de grandes rochas onde podemos tomar banhos de mar refrescantes. É um lugar mágico que ressalta a beleza da Colômbia e de suas terras tranquilas.

Pueblito Chairama, localizado a 1 hora e meia de Cabo San Juan, conta com ruínas arqueológicas das originais tribos indígenas Tayrona com mais de 500 anos de idade, essa região apresenta uma grande riqueza natural e cultural.

Encontramos terraços, caminhos e escadas construídas de pedras, também se observa a vivência típica desta cultura. Uma caminhada que nos levará a conhecer um dos melhores segredos que o fascinante Parque Tayrona guarda.

Também conheceremos o Museu Arqueológico Chairama, situado em um setor conhecido como Cañaveral, perto de onde o rio Pedras desemboca, o qual possui uma exposição arqueológica praticamente intacta.

Playa 7 Olas: Se destaca pelas suas fileiras de ondas que vem em sequência desde a orla da praia, em seu total são 7 – por isso seu nome. A um lado da praia, pegamos um caminho que nos leva até um ponto alto onde nos proporciona uma vista muito especial, é possível ver toda a praia, do começo ao fim.

Playa Cristal, ou “Playa Muerto”: Escondida entre montanhas, suas areias brancas, águas cristalinas e lindos recifes de corais fazem desta praia o melhor destino para descansar e aproveitar; no tempo que mergulhamos com snorkel para contemplar o fundo marinho, repleto de corais e peixes tropicais das mais diversas cores, sendo esse um dos maiores atrativos da Playa Cristal.

No Sector Arrecifes, encontramos a área com serviços de acomodação, banheiros e restaurante. É um bom ponto de partida dentro do parque para conhecer o resto das praias (Cabo San Juan del Guía, La Piscina, etc.)

La Piscina: é uma extensa praia localizada entre Arrecifes e Cabo. As ondas quebram em rochas situadas a aproximadamente 100 metros da costa que faz que estas cheguem tranquilas aos nossos pés, formando uma piscina natural, ideal para estar todo o dia na água e praticar snorkel. No final da praia, se encontra uma grande pedra, ideal para os corajosos pularem no mar de uma grande altura.

Faremos trekking da selva ao se dirigir à Ciudad Perdida, é uma aventura inesquecível. Construída desde os anos 700, é o principal centro urbano da antiga civilização Tayrona e contém um dos nascimentos arqueológicos mais importantes para a investigação desta cultura. Encontramos praças circulares, escadas, caminhos e canais construídos em pedras que serviram de base a para as casas feitas de palha e terra.

Finalmente, ao longo da viagem, podemos ver os descendentes da civilização Tayrona, os Koguis, que permaneceram isolados da sociedade, vivendo no alto das serras nevadas – Ciudad Perdida – eles podem ser vistos pelas ruas de cidades vizinhas e até no Parque Nacional Tayrona vendendo suas lindos bolsas e artesanatos típicos, um privilégio poder interagir com pessoas de culturas diferentes e aprender mais sobre os antigos povos colombianos.